quinta-feira, 4 de setembro de 2014

vide bula.




.
a identidade afirma que cheguei na casa dos 24, mas o corpo e a mente pararam na puberdade. café com leite, cerveja gelada e leite queimado. faculdade de matemática e aulas particulares. tpm ao contrário. sentimentalista e dramática de fábrica, acomodada pelo tempo. coleciono paixões, chaveiros, canecas e corações quebrados. uso música pra marcar o tempo, pra passar o tempo e pra melhorar meu tempo. gosto de cheiro de livro novo e sabonete de erva doce. bala mole e chiclete de menta. chocolate ao leite. batata frita com sorvete. pudim antes de qualquer refeição. o abraço mais gostoso da cidade. mania de lavar as mãos e só dormir de meias. não sei rir de nada, porque vim com um dispositivo alterado pra gargalhar alto e escandalosamente. sou canela verde por obrigação e nordestina por escolha do coração. tenho quase que um dialeto próprio e odeio gente que tenta me corrigir. só uso letra maiúscula no papel ou em e-mail para estranhos. escrevo carta de lápis. margaridas e girassóis. tatuagens pra ilustrar o que tem por dentro. dias nublados são meus favoritos e chuva só se não for sair de casa. banho quente sempre. 

Nenhum comentário: