quinta-feira, 29 de março de 2012

sete.



.
Na tela o aviso de que havia uma nova mensagem e uma chamada perdida. Quase que por instinto ela retornou a ligação, mas desligou no segundo toque e foi colocar uma roupa. Não, ela ainda não tinha lido a mensagem.
Enquanto isso, do outro lado da cidade, era a vez dele de perder a hora no banho. O repertório que antes tinha somente três músicas, passou a ter dez, que por coincidência - ou não -  eram todas as músicas que haviam tocado na loja de sucos. Sim, uma memória de elefante!
Mesmo com a curiosidade corroendo seu corpo aos poucos, ela se segurou até chegar na varanda. Jogou as pernas para cima da mesa e deitou na cadeira. Pegou o celular e foi procurar pela nova mensagem.
Depois de quase esvaziar a caixa d'água, ele desligou o chuveiro e enrolou a toalha na cintura - sim, ele era desses! -, foi procurar pelo celular e se tocou de que havia esquecido no carro. Agiu como ela, saiu de casa e foi até o carro, só que de toalha e descalço! 
Antes mesmo de ler a mensagem, ela resolveu mandar uma. Sim, muito atrevida!
Foi então, a vez dele de pegar o celular e sorrir.


segunda-feira, 19 de março de 2012

r'eleven.

.

  • não entro no banheiro sem chinelo - mesmo depois de lavá-lo.
  • ando sem óculos e com fones quando não quero falar com as pessoas na rua - quando não funciona eu finjo que não vi e sigo em frente.
  • sento no ônibus com as pernas para cima - sim, como se estivesse no sofá da minha casa.
  • acredito que a minha avó vai viver para sempre! - ai de quem disser o contrário ¬¬
  • escuto funk quando não tem ninguém olhando - e você não pode me julgar!
  • sou viciada em seriados dramáticos e filmes de animação - de uma ponta a outra.
  • sou apaixonada por homens de mãos grandes e cabelo bagunçado - gosto é gosto!
  • cultivo a síndrome do depois-eu-faço.
  • pareço legal, mas limpo os pés nos tapetes alheios - quem nunca? '-'
  • tenho problemas para continuar as estórias que eu mesma crio.
  • só estou fazendo isso para alegrar a minha paçoca-coruja - o que a gente não faz pela pessoa amada, né?
__

1. Qual é o seu maior objetivo para 2012? 
 terminar a faculdade, porque eu cansei de ser estagiária e quero ser ryca! 



2. Qual seu sabor favorito de sorvete? 
 chocomenta - porque não existe outro melhor, se bem que o de graviola também é uma boa pedida.



3. Qual é o objeto que você ainda possui que te traz lembranças fortes?  
 um caderno de perguntas que eu fiz em 2003 - porque naquela época não existia formspring.



4. Qual é a sua definição de respeito? 
  é o ato de aceitar a diferença alheia.



5. Pegando bigu na pergunta anterior, num relacionamento (do tipo namoro/casamento/amancebação) o que vem primeiro: respeito ou amor? 
 vem primeiro para que? pra rolar? acho que respeito não deve entrar nessa competição, porque devemos respeitar a todos, independente de estarmos ou não afim delas. mas também não direi que o amor vem primeiro, porque esse round quem leva é o senhor: interesse, sem ele o amor não tem chances de existir. (sabe?)



6. Qual foi o seu desenho animado favorito na infância? 
 na minha infância existia desenho animado de verdade: o fantástico mundo de bob, banana de pijamas, doug, a vaca e o frango, caio *-*  e acho que era pra dizer só um, né? ._.


 
7. Qual é a sua música favorita atual e a favorita de todos os tempos? 
 atualmente: Ainda Bem de Marisa Monte - me faz acreditar que ainda vou arrumar alguém!

 forevemente (?) : Faroeste Caboclo do eterno Renato Russo - foi a primeira música que eu aprendi a cantar.


8. Eu coleciono trechos de livros, e você, coleciona alguma coisa? 
 eu coleciono colecionar coisas, tipo: chaveiros, tirinhas de jornal, latas de nescau, letras de música, embalagens de doces, notas fiscais, ingressos de cinema, provas (...)



9. Qual é o livro mais merda que você já leu? 
 tô em dividida entre: o diário de anne frank e felicidade clandestina de Clarice.



10. Qual é o conselho que você dá para os outros, mas que não serve para você? 
 todos? ._.



11. Qual você prefere ter como bicho de estimação? a)gato b)cachorro c)peixinho dourado d)cobra/lagarto/iguana e)caixinha de fósforo.
eu posso escolher a alternativa C e trocar a cor do peixe? 

sábado, 10 de março de 2012

um dedo de prosa [53]



.
Ela: às vezes, eu acho que gosto de você.
Ele: e nas outras vezes?
Ela: eu tenho certeza!
(oun)

domingo, 4 de março de 2012

love me or leave me.



.
você já gostou tanto de algo a ponto de imaginar que sem ele seria impossível continuar a viver?! pois então, isso acontece todos os dias e com todos os humanos.
você se apaixona e se entrega de tal forma, que esse algo se torna a sua razão de viver e o motivo pra você abrir os olhos de manhã. tudo que você faz gira em torno dele. acaba de tornando um vício. uma parte do seu corpo.
as horas passam. os dias passam. as semanas passam. os meses passam. os anos passam.
daí, como a vida/o destino gosta de uma sacanagem, esse tal algo se vai ou se perde pelo caminho.
é o momento em que pensamos que vamos morrer, que já não existe motivo pra viver e muito menos pra sair da cama. 
os dias são sem cor e sem graça. tudo ganha um tom escuro e sombrio. 
achamos que o nosso lugar é no fim do poço e que ao chegarmos lá iremos morrer.
de fato, tudo é só um drama.
novamente, as horas passam. os dias passam. as semanas passam. os meses passam. os anos passam.
quando menos esperamos já estamos vivendo novamente. é o nosso momento. momento de fazer novos planos. desejar novos sonhos. cuidar da gente e da mente.
daí, como a vida/o destino gosta de uma sacanagem, coloca novamente em nossas mãos algo novo, pelo qual nós iremos nos entregar e nos apegar loucamente. 


sexta-feira, 2 de março de 2012

faixa 103.



.
 e eu tive tudo sem saber quem era eu...  ()