sexta-feira, 22 de julho de 2016

com texto.




.
é tanta coisa pra contar que já nem sei como começar. 
o que vale a pena relatar?
 e que deixarei pra lá. 

tem coisa que realmente não muda,
 como minhas rimas absurdas.

há algumas novidades,
como as fotos tiradas em outra cidade.

um passo,
um pré texto
sem fugir do contexto.


ré.



.

repetidamente, 
repentinamente, 
repete a mente.