terça-feira, 27 de maio de 2014

sobre a tina.



.
a gente ouve falar de rotina e a primeira coisa que vem a nossa a mente é uma coisa massante e chata. rotina não rima com o tédio mas parecem palavras sinônimas.  (que coisa não?) todos reclamos e tentamos mudar, quebrar e dar um perdido na rotina, aspiramos pelo novo e pelo desconhecido como se fossem aquele ar puro que a gente só encontra quando sai do meio da poluição da cidade. (como somos tolos! como somos momentâneos e estranhos)!
o ar puro é bom, tão bom que faz os pulmões doerem. mas o tempo se passa e traz aquela poluição que pensávamos ser da cidade, então ela começa a vazar pelos nossos poros e escorrer através das nossas lágrimas e salivas. 
a rotina é essa coisa empoeira porque a gente mete o rabo entre as pernas e foge, ao invés de ficar e limpar. o novo também vira rotina, o novo também fica velho e não podemos deixá-los de lado só por causa disso. 
encontrar graça na rotina é como enxergar um diamante no seu estado bruto, os outros podem não vê mas a gente sabe o valor que tem. 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

um dedo de prosa. [70]



.
ele: preciso me amar mais.
ela: por que?
ele: se eu não me amar quem vai?
ela: eu vou!
(óun)

quinta-feira, 15 de maio de 2014

aços.



.
há braços
feitos de laços
para virarem abraços.

um dedo de prosa. [69]



.
ele: ando meio desanimado.
ela: sei de algo que pode te levantar.
ele: o que?
ela: pílula azul.
ele: com você eu não preciso.
(ui)

segunda-feira, 12 de maio de 2014

minha casa, minha vida.




.
viajar é sempre uma delícia, mas nada substitui a sensação de voltar pra casa. para o lugar que você transformou em lar, sinônimo de conforto e paz. onde por mais bagunçado ou sujo que for, é ainda o seu lugar favorito. que você conhece bem, cada cantinho, cada mobília, cada detalhe da parede descascada e afins. a casa pode estar muito necessitada de reparos, mas ainda sim é nossa casa! onde a gente manda e obedece. onde criamos regras e as quebramos quando necessário. 
mas casa não é feita só de tijolo ou madeira, há pessoas que são nossas casas, nosso lar! algumas parecem que já vem prontas pra gente morar, fazer nosso ninho e se aconchegar nos abraços. tem outras que são como uma planta baixa, é necessário dedicação e espera. são aquelas que aos poucos vão preparando o terreno, cavando as sapatas que abrigaram as vigas que darão sustento pra relação. quando você menos espera já tá cercado por fortes paredes de abraço. ganha um teto solar pra observar a lua, contar as estrelas e impedir a chuva de desgastar. as lembranças vão sendo penduradas na parede do coração, com molduras simples e marcantes. as gargalhadas tocam na vitrola, trazendo harmonia para os cômodos. o colo se torna cadeira, sofá e mesa. 
em casa a gente não sente vergonha, em casa a gente não sente medo, em casa a gente grita, em casa a gente é a gente e ainda sim somos sempre bem vindos!



domingo, 11 de maio de 2014

uma rapidinha.



.
nem todo ponto é final, às vezes voltamos atrás e colocamos uma vírgula embaixo; pra demonstrar uma pausa, um momento em que foi necessário um tempo pra se recuperar o fôlego ou o ânimo. nenhum texto ou relacionamento pode  funcionar direto, precisa-se de vírgulas e 
até de parágrafos novos. letras Maiúsculas, subtítulos, tópicos e quem sabe até de uma página em branco.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

elemento composto



.
um sorriso. um piercing. uma barba por fazer. 
uma estatura mediana. um cor de café com caramelo.
 um hálito convidativo. um olhar observador. uma camisa preta. 
uma disposição contagiante. um abraço encaixado. um ouvido antenado.
 e uma saudade que vale por várias.

terça-feira, 6 de maio de 2014

se lembre.



.
declarações de afetos são tão particulares quanto o beijo. não necessitam de platéia e muito menos de um auto-falante. as pessoas querem se exibir em público ou então nas redes sociais e acabam deixando as coisas sem graças. resumem um namoro ou um casamento com um simples e seco: eu te amo. não, isso não resume nada e nem demonstra tudo o que você sente. onde foi que você leu que 'eu te amo' é sinônimo pra tudo que acontece em um relacionamento? amor é de fato um sentimento importante, mas ele vem na base e não no topo! ou você arruma algo de concreto a dizer ou pega o seu 'te amo e isso basta' e guarda no bolso.