sábado, 8 de outubro de 2011

com fiança.



.
A palavra é um pouco forte e o seu significado mais ainda. Confiança.
É àquela coisa que nem o tempo trás, porque eu duvido que todos os seus conhecidos/amigos antigos saibam de sua vida com detalhes. Mas sempre há de existir um que saberá, aquele/a em que você encontrou abrigo. Posso dizer que ele/ tem uma função de baú, para problemas/segredos/felicidades. Ali não existe condenação ou julgamentos. Não há espaço para pré conceitos ou sermão. Podemos ser nós mesmos, podemos falar a primeira coisa que vem na cabeça, podemos tudo.
Sempre gostei de segredos, desde 1989. 
Às vezes, me sinto como um baú - velho e usado - recheado de segredos, alguns meus e outros tantos alheios. 
Uma vez, coloquei no subnick do msn: "clique aqui e conte-me um segredo", e assim descobri que tinha chances com um menino - do qual todos já estão cansado de ouvir (?) falar. Tente você também, quem sabe não seja a sua deixa para uma alegria momentânea?!
Claro que todos temos aqueles segredos que ficam no fundo do baú, que só um bom pirata vai descobrir e usufruir. Lembrando que para isso, eles vão precisar de um mapa.

8 comentários:

Juliana Dee disse...

- A confiança é algo que ao longo do tempo se conquista. E eu também me sinto assim ás vezes, um baú onde guardo segredos meus e dos outros. Acho que é uma grande responsabilidade. Gostei do texto, linda sua reflexão. BEIJOS

Carolina Rosseto disse...

Lindo e divertido. rsrs. :)
Beijos "vizinha". kdsaopkdoapsda

renatocinema disse...

Confiança?????eu não confio em em mim.

Como dizia Amália Rodrigues: " De quem eu gosto, nem as paredes confesso". kkk

gabs. disse...

paçoca, vou roubar seu subnick, haha.

(te mandei uma msg no cel com número novo... mudei pra tim. bjo)

Isadora Peres disse...

Roubei seu subnick também! hahaha. Achei perfeito. E assino embaixo do seu texto com suas teorias sempre recheadas de matáforas deliciosas.

Beijos, Fran!

Caroline disse...

É exatamente assim. Você pode conhecer uma pessoa há muito tempo e não confiar, assim como pode conhecer alguém que já lhe passa toda a segurança necessária. Sou a pessoa que menos confia nos outros que conheço :]

Fil. disse...

Essa história de confiança é muito curiosa... As pessoas sempre tiveram confiança em mim, contavam segredos p/ mim mesmo sem serem tão chegadas - no entanto sentiram-se aconchegadas.

Já eu, resguardo meus maiores anseios nos ouvidos de apenas um baú. E isso é mágico, é necessário e belo.

E eu tenho uma ótima história sobre subnicks de msn também... haha

.Intense. disse...

Vou testar!
:))))))))