quinta-feira, 23 de setembro de 2010

ato dez.


.
Troca-se o nome, o título e o jeito de escrever. passa a começar as frases com letra Maiúscula e a fazer uso dos acentos. O jeito de contar a vida por páginas é abandonado num canto qualquer. tenta usar o cabelo solto e sorrisos, para deixar a foto melhor. Se enrosca nas redes-sociais e por aí vai. fato é que nada disso resolve, é impossível deixar de ser quem se é, compreende?! 
Sua casca (?) pode até ser importante, afinal de contas ela é a sua primeira impressão. só que você também precisa lembrar que a casca se desgasta com o tempo, não dura pra sempre e sem conteúdo tudo vira nada. Mesmo sabendo que o exterior não conta e não mudará quem sou, continuo tentando. numa tentativa de ser alguém mais interessante e legal, abri mão do comodismo e mudei. Não estou arrependida, só estou me tocando de que não posso negar quem sou. tem gente que só de lê algumas frases já sabem que são minhas, pois elas possuem o meu cheiro. 
Cansei de ser uma farça, um pseudônimo qualquer, eu tenho identidade e personalidade. sempre quis mudar o mundo, mas nunca sai do meu quarto. Para não me sentir fracassada, eu vivo a trocar as coisas no meu mundo e no mundo de alguns. 
agora sim, cartas na mesa, peças encontradas, vou ali me remontar e deixar essa crise-de-emo-identidade no armário.

# tem coisas que eu finjo não vê e outras que eu realmente não vejo.

6 comentários:

@bellanogueiira disse...

É disse que você estava precisando, se reencontrar.
Mas saiba que mesmo perdida tem uma família inteira, aqui em Maceió, que te adora muito e, mesmo longe, vai estar sempre acompanhando as tuas (re)descobertas.
Beijos flor ;*

bellanogueiira.blogspot.com

Bell Souza disse...

Eu eu vou aqui, como sempre estive desde o primeiro dia que sei lá de onde eu te achei, não esperando vc se "remontar", mas ajudando a montar de, talvez quem sabe com um pedaço meu, as partes que te faltam e lhe cabem.
Mil beijos minha agora Dna Fran.
E olha como as coisas mudam? antes nada mais era do que Maria Elis...

- JÉSSICA LOUREIRO; disse...

A casca um dia caí (...)

Monique disse...

Será que sem saber, você ja não se encontrou?
Um beijo floor!

Má Midlej disse...

Necessário recesso.
E que seja proveitoso, pra que as crises passem todas. Tô atrás de um jeito de expurgar minha vida também. uhauahuah

Natália disse...

Independente de ser uma farsa ou não, viver atrás de identidades que não são suas, tu não deixa de ser quem é e muito menos de sentir o que sente. Seja e faça o que te fizer bem. Beijo