quinta-feira, 20 de março de 2014

fé, li na cidade.



.
então você olha pra trás e percebe quantas histórias, quantas lamúrias, quantas gargalhadas, quantas piadas, quantos filmes, quantos furos, quantos passeios, quantas madrugadas, quantas músicas trocadas, quantos vídeos assistidos, quantos sonhos compartilhados e realizados, quantos casos e descasos, quantos choros, quantos divãs, quantos conselhos, quantas orações, quantas promessas, quantas fotas, quantas furadas, quantos programas de índio, quantas mensagens, quantos emails, quantas cartas, quantos livros compartilhados, quantos artistas apresentados, quantos seriados pra serem viciados, quantos segredos, quantas fofocas, quantas coincidências, quantas diferenças, quantas brincadeiras, quantos codinomes, quantos conhecimentos adquiridos, quantas futilidades acrescentadas, quantas informações trocadas, quantos projetos ... a lista é tão imensa, tão vasta e ainda parece ser tão pequena. 
minha vida nunca poderá ser contada sem vocês, nunca conseguirei me apresentar sem falar um pouco de vocês, porque com o passar dos meses eu fui pegando a mania de uma, o costume da outra, o defeito daquela e o gosto daquela outra. fui me misturando com a essência de vocês, até virar esse doce amargo que sou hoje. vocês são minha trilha sonora, aquela que eu escuto quando estou triste ou em festa, me aconselham mesmo sabendo que não lhes darei ouvido, ouvem meus problemas como se fossem de vocês e escolheram me amar porque o amor tem dessas coisas. distância nunca foi problema pra gente e nem será, ela até nos ajuda. me ensina a valorizar melhor o tempo que tenho ao lado de vocês. ouvi dizer que hoje é o dia internacional da felicidade e com vocês eu sou feliz, até quando estou triste. hoje começa o outono, que as folhas velhas que nos impedem de crescer venham a cair e que a nossa amizade resulte em mais e mais coisas pra se contar, amém.

amo você, cabrita (Haya)
amo você, suíte jardim (Lívia)
amo você, soul sister (Pâmella)
amo você, boneca de lata (Rebeca)


2 comentários:

Antônio LaCarne disse...

gente, que inspirador!

Inercya disse...

E quanto amor cabe numa amizade? Que coisa mais linda!