terça-feira, 23 de julho de 2013

só no.



.
me deitei pra dormir e senti que faltou algo. não, não foi o sono em si, porque ele me acompanha desde que nasci. faltou um cafuné, uma estória ou um conto qualquer. me fez lembrar das noites em que eu compartilhava a cama com a minha santinha, não que ela ficasse lá me contando estórias ou fazendo cafuné até eu dormir, mas ela ficava acordada até perceber que eu já estava no país-das-maravilhas, sempre atenta a qualquer pedido-da-madruga (sim, ela acordava de madrugada pra buscar água pra mim e pra acender a luz do banheiro, não é uma linda?). a maioria das vezes o sono me nocauteava no sofá, enquanto eu tentava ultrapassar o limite da hora de dormir, de um jeito milagroso eu aparecia no aconchego do meu canto na cama, com a minha coberta protegendo as orelhas e livre para me divertir no país-das-maravilhas. hoje isso não acontece mais e talvez é por isso que não tô dormindo, porque precisei me levantar do sofá e me dirigir sozinha até a cama. o encanto se quebrou e com isso não consegui meu passaporte, por enquanto ...

Nenhum comentário: