sábado, 21 de janeiro de 2012

ato dois mil e doze.



.
A minha lista de objetivos/metas está sendo montada, e é claro que como boa - e velha - brasileira eu só irei colocá-la em prática depois do carnaval. Sim, sou dessas que leva janeiro como se ele fosse o décimo terceiro mês do ano anterior - e você não pode me julgar!

Todos dizem que é preciso abrir mão das coisas velhas e criar desapego por tudo aquilo que atrasa a nossa vida, eu não discordo e nem assino embaixo. Eu gosto dos meus apegos, mesmo quando eles não retribuem. E não será uma virada de ano que me fará pensar o contrário. Daquelas que não curtem sair do comodismo, contudo eu não fico presa numa rotina só.

Pra alguns é um dia como outro qualquer, pra mim é o início da continuação. Devemos continuar com tudo aquilo que nos fez chegar até aqui. Não podemos querer e muito menos desejar só felicidade e riqueza. Todos precisamos de um dia triste, de passar por um sufoco e afins. Porque é assim que valorizamos a simplicidade de um dia nublado sem chuva. 

Fato é que tanto eu como você, precisamos de um ponta pé inicial e não existe nenhum melhor do que janeiro. Você também não precisa levar tudo a risca, nem se cobrar muito. O amanhã tá ai pra mudar as nossas ideias, trocar a roupa dos nossos sentimentos, reverter os conceitos, renovar os objetivos e jogar tudo pro alto. Não, eu não tô dizendo que você não precisa ter compromisso, apenas tô oferecendo a opção de ser livre.

É um dia de cada vez, bebê.

4 comentários:

Caroline disse...

Devo concordar com tudo... Adorei!

Marcelo R. Rezende disse...

Eu tenho desapego por tudo, não pelos sentimentos.

Gabriela Freitas disse...

Bonito. Adorei seu novo layout.

Tatiane Trajano disse...

Janeiro é um mês que nos possibilita iniciar de uma maneira diferente (ou não) aquilo que já vinhamos fazendo.