domingo, 2 de outubro de 2011

ato oitenta sete.



.
Hoje é domingo - por favor, não cantem aquela música que te ensinaram na escola. Sinal de que mais uma semana está começando e mais uma vez eu a começo com o mesmo desejo: você.
Talvez eu seja orgulhosa demais para admitir isso olhando nos seus olhos, talvez um escambau porque eu de fato sou. Por isso e por outros motivos eu estou escrevendo, pra vê se alivia aqui dentro. Dizem que os sonhos nascem no nosso subconsciente, mas gato você é rei nos meus pensamentos. Estranho seria passar o dia pensando em você e sonhar com as aulas que eu tenho de preparar. Não tem lógica, o que também não tem lógica é essa separação. Eu sei, eu sei e por favor não venham me lembrar que a culpa é minha. Me perdoei por isso quando percebi que ainda tenho tempo para fazer tudo diferente.
Até ontem eu gostava de te chamar de idiota - achava carinhoso - e olha como estou hoje, te chamando de querido/xuxuzinho/docinho/amado/gato todos acompanhados de um pronome possessivo na frente, porque eu quero deixar claro que você é MEU.
Agora é hora de me jogar na cama, colocar um travesseiro na cabeça e outro no meio das pernas. Jogar o cobertor sobre o corpo e esperar você me visitar. Como eu sei?! É só fechar os olhos que todos os meus desejos são realizados e eu não vejo a hora do mesmo acontecer quando eles estiverem abertos.

# a pressa é inimiga do prazer


5 comentários:

Ana Lu disse...

Ah, tantos os dias em que o mundo cisma em mudar, mas nossos desejos não mudam.. Bom quando são correspondidos, mas quando não são, chega uma hora que o coração pede férias.. Beijos!

renatocinema disse...

Você é uma grande escritora. Adoro suas viagens internas.

Marcelo R. Rezende disse...

Você é uma fofa e eu consigo ver toda essa cena acontecendo, porque já a vivi de fato, porque é gostoso de ler.

Caroline disse...

Eu adorei o post, é diferente do que você costuma postar mas ainda é encantador.

Carolina Rosseto disse...

lindo ato. *-*
bom chegar aqui, um tom novo, um nome novo, um 'cheiro' novo. espero que hajam sentimentos bons-e-novos tbm. ;)