quarta-feira, 7 de setembro de 2011

há caso.



.
O espaço entre eles desapareceu no momento em que ele a puxou pela cintura, fazendo assim ela o abraçar por cima. Nesse momento tudo vira detalhe - o sinal que troca de cor, a respiração ofegante, a escola de samba que rola dentro do pulmão, a tremedeira nas pernas, os galhos que balançam e a hora avançada. Daí o beijo que antes era só na bochecha passa a ser em outros lugares - ombros, mãos, pescoço e lábios. E a cada vez que ela fecha os olhos para relembrar os fatos, uma corrente elétrica corre o seu corpo.


5 comentários:

Inercya disse...

Essa corrente elétrica que adora passar pelo nosso corpo...
Belíssimo! *-*

Thamires Figueiredo disse...

Adooooooro essa sensação, uma das melhores! ;)

um bocado de beijo em você :*

Renan Mendes disse...

E aí a gente sabe que não é tão ruim quando uma corrente elétrica passa pelo corpo.

Caroline disse...

Fica descrevendo as coisas que sinto. Isso não vale haha <3

Dani Ferreira disse...

ô corrente elétrica boa :)
Uma das melhores sensações ²