domingo, 31 de julho de 2011

ato sessenta quatro.



.
Sabe quando só o que nos resta é vergonha e o orgulho ferido?! Quando você toma uma decisão por impulso e acredita que é a coisa certa a se fazer?! 
Eu poderia dizer que me encontro nessa situação, mas não vou e te direi os motivos - apesar de acreditar que eles não valem nada para quem tá de fora, mas você me ensinou a não me importar com as pessoas e eu te serei sempre agradecida.
De fato eu acreditei que a gente poderia ter jeito, eu estava até disposta a tentar fazer com que tudo desse certo, mas quis o destino que assim não fosse.
Importante é que juntos escrevemos alguns rascunhos, dos quais eu irei me lembrar sempre.
Hoje, não somos mais aquele caso mal resolvido ou só um beijo na portaria do meu prédio, alcançamos lugares mais altos e exclusivos.
Bem, talvez não seja o fim. Porque já tivemos vários momentos assim, por tantas e tantas vezes eu pensei que fosse te perder pra sempre, só que daí eu me lembro que a gente só perde aquilo que temos e por isso nunca pertencemos um ao outro, para que a chance de voltarmos fosse maior.


2 comentários:

nati disse...

Me encontro nessa situação, talvez, desde sempre. Beijo

renatocinema disse...

Penso no amanhã.......eu penso. Mas, mesmo assim sofro, choro e penso novamente no amanhã.