quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

tenta ativa.



.
Quando você deixa de fazer algo, você deixa por qual motivo?! Quer dizer, você tem um motivo pra não fazer ou é só medo?! Falta coragem ou falta a falta de vergonha na cara?! Complicado?! Não mesmo, é tão simples como comprar pão de sal no terminal.
Eu confesso, jogo nos dois times. Às vezes, tenho falta de coragem e às vezes o que me falta é a falta de vergonha na cara.
Somos programados pra termos pudor e sermos corretos, correto?! Não.! É claro e transparente que não. Se olharmos para os lados, veremos que somos programados pra fazer o contrário do certo, que nem sempre é o errado, enfim.
Tem coisas que deixo de fazer por medo do que os outros irão dizer ou pensar de mim, vai dizer que o mesmo não acontece contigo?! Por mais que tu grite no twitter/facebook/orkut/subnick-de-émessiene: FODA-SE OS OUTROS, você já se encontra preocupado/a. De um jeito ou de outro quer provar que não tá nem aí, quando a verdade é que você quer que todos te achem super. Posso contar um segredo?! Tu não é, e é só mais um no meio de tantos.
Tem jeito não, a opinião alheia vai sempre contar, vai sempre fazer barulho e vai sempre tentar foder com a gente. É pra isso que ela serve.
Não, não venha dizendo que eu disse que agora você tem que fazer sei-lá-o-que, eu não disse e se eu disse eu nego. 
Fato é, que eu só queria dizer que se você tá afim de fazer algo e só não faz por medo das repreensões e do mau olhado, você já tá errado só de querer fazer. Mas, uma coisa é você dizer não pra algo que você não concorda, que você realmente não quer, se esse for o caso, você tem meu respeito e direito a um brinde na saída.

# a dor é a melhor professora na escola da vida.

8 comentários:

Karine Lima disse...

Oi, adorei teu blog!
Tá ótimo!!! To seguindo aqui,
visita o meu e se gostar siga!
beijo.

http://livreelouca.blogspot.com/

Isadora Peres disse...

Adorei. Porém sou mais do time sem-vergonha na cara, e faço mesmo. Tô nem aí. haha.

Fran, reeli sua ultima frase umas 300 vezes, até que entendi. hahaha. Sou meio lerdinha.

Beijos, flor. Ah, e um brinde!

Renan Mendes disse...

Eu tenho muito orgulho de ti, olha... Oh menina pra saber o que escreve e, às vezes mesmo sem saber, faz parecer que sabe.
Orgulho, orgulho... *snif*

renatocinema disse...

Eu faço tudo que meu coração acha certo.....só deixo de fazer se descubro que na minha visão aquilo perdeu o valor.....

Nem pessoas, nem força maiores me obrigam ad deixar de fazer algo que eu gosto.

R.B.Côvo disse...

Eu sou do time sem coragem. rs Abraço.

Caroline ; disse...

Tá completamente certa, às vezes mesmo que gritemos pra quem quiser ouvir o quanto não nos importamos já nos importamos por tentar mostrar o contrário. Tb jogo nos dois times mais ultimamente, não ligo mesmo, me falta vergonha na cara rs faço o que - para mim - precisa ser feito :D

Fil. disse...

Lendo teu post eu fiquei aqui pensando se haveria alguém puramente blasè...

<3
bjos.

Inercya disse...

O que você falou sobre opinião alheia: verdade absoluta. A gente é dependente dela até morrer. Aqui no blog é assim, imagina na vida?
beeijos, querida! :**