segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

ato quarenta sete.




.

Quando fico longe de você, eu fico bem. O que não quer dizer que fique feliz ou infeliz. Sei lá, não quero jogar nenhuma responsabilidade pra cima de você, não quero impor a sua presença ou a sua ausência. Eu confesso que estava derretida de saudade, com falta do seu cheiro e carente do brilho que seus olhos possuem. Sua presença me alegra, me deixa desajeitada e estampa um sorriso no meu rosto que dura até o próximo encontro. Não, eu não quero ter de esperar um mês pra te reencontrar novamente, quero te ver no final de semana e no meio da semana. Poderíamos marcar um encontro casual, o que você acha?! Olha, eu só sei que cada sinal me leva a te desejar mais, e eu não sei onde vamos parar. Ah, quem disse que precisamos parar em algum lugar?! Quero só seguir adiante, como se a estrada fosse um caminho sem fim e sem volta, fim.

# quando se quer, tudo é possível.

7 comentários:

' Berg Dantas (: disse...

FIRST O/

"Poderíamos marcar um encontro casual, o que você acha?!"

seus escritos praticamente conversam comigo.
talvez por isso sejam tão bons.
porque nos tornam parte da história.
como se 'aquela' pessoa estivesse te dizendo aquilo tudo tão bonito. *-*

amei. mesmo. <3
você arrasa.

p.s.: tô estranhando as primeiras letras das frases sendo maiúsculas. algum motivo especial para a mudança?

beeijas coração. ;**

Inercya disse...

Me identifiquei em certos pontos, em outros não. Mas essa tua escrita me cativa tanto... É teu modo simples e bonito de escrever que me encanta, a cada texto que leio.
Awn, tão lindinho esse texto, moça! E parar em algum lugar pra quê? É só seguir e seguir e nunca parar! *-*

ah, também notei a mudança das letras... fiquei curiosa, rs.

um beijo, querids! :**

Dani Ferreira disse...

Seus textos são tão leves, tão lindos e tão cheios de sentimento. Fico encantada sempre que venho aqui, de verdade :DD
E se você acredita que é possível, 'go' e consiga o que você quer (:
Bgs :*

dear sarah disse...

Tudo é possível, quando se tem alguém..
senti que tu sumiu,

tentei achar seu twitter mas não encontrei. Beijos!

Caroline ; disse...

Tua escrita me encanta e me descreve :*

Natália disse...

O que mais importa são os encontros do presente, os do futuro a Deus pertence. Beijo

Carolina Rv disse...

Você diz o que sente e eu sinto o que você sente.

'Eu confesso que estava derretida de saudade, com falta do seu cheiro e carente do brilho que seus olhos possuem.'

A saudade é a maior dor humana!

Tenho lido muito seu blog e gostado cada vez mais.
Se puder retribuir a visita e também me seguir.
Um beijo.