quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

em canto.


.
As coisas foram acontecendo e eu fui deixando. Queria só aproveitar e observar onde tudo iria me levar. Posso dizer que até hoje não sei onde cheguei, talvez seja porque eu não cheguei ainda. Tô na metade do caminho ou então no meio da estrada. (Que seja!). Estou procurando por uma música, uma que vá me ajudar a terminar o que comecei, antes deu selecionar tudo e deletar. Acho que hoje é um bom dia pra uma teoria barata, então simbora.
Me ensinaram e eu vou passar pra quem tiver coragem de lê. Quando queremos algo ou até mesmo alguém, seja lá o que for, vale ser um chaveiro ou até mesmo o/a vizinho/a do andar debaixo. Você precisa se mexer, demonstrar interesse ou correr atrás descaradamente. É isso mesmo, guardar a vergonha na gaveta e ir buscar aquilo que futuramente será seu. Sei que falar é fácil, porque eu estou aqui dizendo isso e tentando me convencer com as minhas próprias palavras. Sou a rainha da acomodação, quero só sentar e esperar o homem da vida vir buscar. 
(Sô besta?!)
Mesmo que você seja um/a medroso/a como eu, não faça a mesma besteira que eu. Não se esconda atrás de uma máscara chamada timidez. Não crie pudor onde não existe. A vida já trás vários obstáculos e dificuldades, você não precisa se preocupar com isso. Levante esse pé que ficou atrás e jogue ele lá frente. Mesmo que ao chegar no objeto/pessoa cobiçado você perceba que não é bem aquilo, vai valer a experiência e a coragem de ter feito algo em respeito.
Alguém entendeu?! Diga que não ou então venham me explicar.

# nem tudo é romântico, mas boa parte é romance.

10 comentários:

renatocinema disse...

Eu explico.......num bar, num dia chuvoso, com sorvete de flocos de sobremesa.

A timidez me matou na juventude, hoje eu encaro de frente.


Sobre "Passageiros", assista. Não é espetacular. Mas, é um bom filme.

Janaina Cruz disse...

Quando encaramos as coisas de perto, tudo nos parece possível, as máscaras nos cegam, a timidez nos delimita... Amei teu blog, sigo o com prazer... Ótimos festejos de fim de ano pra ti. :)

Eurico Rocco disse...

No inicio tudo é caos e aos poucos faz sentido, e acredite seu texto, fez muito sentido pra mim

http://delitosperdidos.blogspot.com/

Por que você faz poema? disse...

Nem tudo é romântico mesmo.
Mas há menos romance na vida do que parece.

Caroline ; disse...

É isso, se deseja,levante e consiga (: se não deu certo, pelo menos tentou !
beijos <3

Renan Mendes disse...

Essa teoria não foi nem um pouco barata. Na verdade, foi mais um tapa na minha cara. Era disso que eu tava tentando me convencer. Fica mais fácil com outros argumentos.

Beijas, lady.

Inercya disse...

Entendi per-fei-ta-men-te! Eu tô nessa de me encorajar e fazer algo. E ainda esperando respostas. Sei lá, isso é estranho. Mas se quer, tem que ao menos tentar, ne?
Adorei me identificar com isso. Acho que me encorajou mais um pouco.
:*

Natália disse...

Demonstro meu interesse e corro atrás até demais. Prefiro correr o risco de levar um não do que ficar na vontade de ter. Beijo

Luciana Matos disse...

Ah, mas às vezes dá um medinho, né?! De rejeição, e rejeição dóóóóói...
rs!

beijo!

Inercya disse...

Sabe esse texto? Valeu à pena tê-lo lido, pois me incentivou em algo nesse fim de semana :D