quarta-feira, 27 de outubro de 2010

something.


.
Lá estava ela contemplando a visão do centro da cidade, pela janela do coletivo, quando uma mochila parou em seu colo. Logo em seguida deu de cara com os olhos negros - que mais pareciam duas jabuticabas - do rapaz que observava sua reação.
- SUA MÃE NÃO TE DEU EDUCAÇÃO?!
- o que custa segurar a mochila de um amigo?!
- QUE AMIGO?! EU NEM TE CONHEÇO.!
Ela falava tão baixo, que em poucos segundos a situação era o centro de todos os olhares do coletivo.
- pelo visto a sua mãe também não te deu educação.
- se continuar de graça, jogo esse troço aqui pela janela.
- tudo bem, tô calado.
Depois disso, ela virou novamente para janela. Foi quando sentiu uma mão gelada tocar sua nuca.
- que bonita sua tatuagem.
- você não sabe olhar só com os olhos não?!
- de fato humor não é faz parte da sua pessoa.
- continua de graça e sua mochila vai parar no asfalto.
- não tá mais aqui quem falou.
Ela então tirou um walkman da bolsa, trocou o lado da fita e fechou os olhos.
A senhora que estava sentada do lado dela se levantou e ele nem perdeu tempo. Sem olhar pro lado, ela jogou a mochila em cima dele. Ele então, tirou o fone da orelha dela e colocou na dele, queria ouvir o que saia daquela caixa-de-barata-antiga. Diferente do que ele esperava, ela só aumentou o pouco a música e se deitou no ombro dele.

A viagem estava só começando (...)

16 comentários:

renatocinema disse...

Vivo muito disso hoje em dia. É a mais pura verdade, infelizmente. Principalmente na vida real. abs

tati_nanda disse...

*_*
que lindoooooo
de início achei beeemm engraçado..poxa, essa eh uma bela forma de se começar uma história...
sabia q eu estou com uma história que me lembrou muito essa, em minha cabeça??
eh...eu tive um sonho..eu ainda paro e escrevo essa história, quem sabe ainda hoje? pq esse texto, que eu adorei, me trouxe inspiração..
^.^
sempre soltando pétalas bonitas nos seus textos né??
beijooo

Luciana Matos disse...

Eliiiiiis!
Amei! Fiquei imaginando a cena aqui e já sei até como eles são fisicamente! rs!
Deu vontade de saber mais!
Beijinhos

JhonSiller disse...

HAHAHAHAHAHAHAHA QUE DELICIA DE TEXTO KKKKK
Poxa muito lindo, quero saber o resto dessa viagem!

Renan Mendes disse...

Já peguei esse ônibus uma vez.
Mas a viagem nem demorou tanto assim.

Beijos, moça.

alongaestrada disse...

Olá!!! moça, que texto legal! adorei o diálogo e a forma como você ''ajudou'' os personagens a desenvolvê-lo rs muito bom mesmo! :)

muito bom seu blog

bjs

Franck disse...

Fiquei apaixonado pelo texto e pelo personagem... que a viagem traga muitas surpresas!
Cheguei aqui e quero aparecer sempre, por isso, sigo-a!
Bjs*

dear sarah disse...

Não sou muito fã de pessoas abusadas. Eu sou tão chata quando o assunto é respeito!

circus disse...

Ah, quem dera isso me acontecer nesses ônibus infernais de Sampa...

Luara Q. disse...

Que intenso!

Marcos de Sousa disse...

Adorei. Estou curioso para saber o que vai acontecer no resto da viagem.

JaqueFonseca; disse...

Isso vai longe...

Tônio disse...

hehehe, que surpreendente. as vezes a vida é isso, só precisa de um pouco de ousadia.

- JÉSSICA LOUREIRO; disse...

HAHAHHAHA! que belo texto .. e uma vez jogaram a mochila em cima de mim, e eu só dei um sorriso. Acho que na verdade, senti um certo medo de recusar um 'colo amigo' .
beeeeijos! e espero sempre ver seus comentários no meu blog, pois ele são de verdade de suma importância para mim ♥

Helen disse...

nossa, que curiosidade e calorzinho no peito deu! e adorei você ressuscitando o walkman :D

Isadora Peres disse...

AAAH, Fran! Que começo de história maaais envolvente! Tô louca pra ler mais, e tomara que essa viagem demore um pouuuquinho! hahaha.

Beijos, saudades de ti <3