sexta-feira, 8 de outubro de 2010

aroma.

.
Ontem, eu ganhei e comprei um livro. Não sei você, mas eu amo cheiro de livro novo, quer dizer, eu gosto de cheiro de novo. Seja de livro, caderno, agenda, caneca ou caneta. É um cheiro que não dura muito, porque o dia-a-dia vai levando o cheiro de novo embora e trazendo o cheiro de ... não, não direi cheiro de velho, porque desse cheiro eu não gosto. Vou dizer então, que com o passar dos dias, os objetos vão ganhando um cheiro diferente, cheiro de lembrança, cheiro de sentimento, cheiro de recordação e por aí vai. Assim, como os objetos, os relacionamentos também tem cheiro. No começo, cheiro de novidade, cheiro de mudança, cheiro de desconhecido, cheiro de vontade e cheiro de curiosidade. Com o passar dos dias, o relacionamento ganha cheiro de saudade, cheiro de recordações, cheiro de alegria, cheiro de conquista, cheiro de companheirismo, cheiro de cumplicidade, cheiro de compartilhamento e cheiro de amor. Há também cheiros ruins, mas não quero falar sobre eles, pois eu gosto é do lado bom das coisas e das pessoas.

# destino traçado, só aguardo pelo contorno.

9 comentários:

Au disse...

Ver o lado (ou o cheiro, como preferir. :P) bom das coisas e pessoas é sempre o melhor a se fazer. Mesmo não sendo fácil sempre!


Beijo!

circus disse...

Eu AMO cheiro de livro novo, mas detesto cheiro de caneca nova. Eu acho que as coisas vão ganhando o cheiro da gente, o cheiro do nosso canto, do nosso espaço, ganham até o cheiro dos nossos pensamentos.

Natália disse...

Adoro cheiro de sapatos novos *-* o cheiro de novo vai se transformando no nosso cheiro, no cheiro das nossas coisas. Beijo

Monique disse...

Escolher que lado vêr é sempre a solução,rs.
Um beijo linda (:


ps:como curiosa que sou, que livro você ganhou?*-*

Má Midlej disse...

Que boba... confesso que isso de cheiro me estranhou. rsrs
mas dai veio esse final fofuuuura que me conquistou e aí pronto, gostei da obra. :D

beeeeijo lindeza

Palavrácido disse...

Adorei a forma com que escreveu
dos aromas que permeiam toda nossa vida
tu escreves muito bem meu anjo!
estou a te seguir,
grande beijo

Thaís disse...

Também amo cheiro de novo, depois o cheiro vai se transformando mesmo e nos acostumamos com ele, tanto que se torna uma parte da gente. Eu amava o cheirinho do meu namorado, fico tão triste em ter me acostumado com isso, hoje não sinto mais. x.x

Beijos. :*

João disse...

Obrigadaço pela visita.
Apareço mais aqui para ser um dos soros que resgatará vidas... Abrçs

Natália Salles disse...

Existe teorias tão verossímeis quanto essa?
Espero que sim! Voltarei assíduamente ;D

Carinhosamente, Nat.