quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Diário-mente.

.
Jogo no time dos que se apaixonam todos os dias, seja pela mesma pessoa ou por um estranho. Tem paixões que começam no ponto-de-ônibus e terminam quando o primeiro ônibus passa, tem algumas que já duram uma 'viagem' de vinte minutos e outras que só duram segundos. Já perdi as contas de quantas vezes eu me apaixonei dentro do ônibus, tenho certeza de que até me casar essa lista terá triplicado de tamanho. Me apaixono quando caminho na praia ou quando estou indo no mercado. Acho que isso acontece porque eu não tenho um padrão definido de homem, daí me apaixono por qualquer um. Tem quem se apaixone dentro do elevador e outros que se apaixonam por manequim-de-shopping. Todos temos histórias e fatos pra contar, todos temos vergonhas de reconhecer certas paixonites e todos temos/teremos paixões que duraram até o último fôlego de vida. Dizem que paixão não dura pra sempre, eu não concordo. Tem quem diga que paixão não sustenta relacionamento, eu não concordo. A cada paixão que vem e vai, eu revejo meu conceito. Não acredito que paixão seja a mesma coisa que amor, mas acredito fielmente que amor tem paixão. Guardarei meu conceito de paixão para uma próxima oportunidade. Tenho um amigo que diz que eu preciso ser conquistada todos os dias, porque só assim eu irei me apaixonar todos os dias pela mesma pessoa, talvez ele tenha razão, nunca tinha parado pra pensar que esse é motivo de tamanha rotatividade. 

- Me veja como eu realmente sou, eu tenho falhas e às vezes eu peco.

8 comentários:

Bell Souza disse...

Ah Dona Elis, como é que você faz isso comigo? Monta um espaço novo e não avisa? Reconheço sua escrita já, minha bobinha, nem se você quisesse, poderia me enganar. beijos e estava morrendo de saudades!

Bell Souza disse...

Eu não me apaixono fácil, digo esse amor homem-mulher, mas me apaixono todos os dias por qualquer coisa que eu veja e chame atenção.

Luciana Matos disse...

Eu acho que o amor é a paixão com um Plus!
A vida sem paixão não tem a menor graça, fica tudo meio sem sal nem acúcar. Tipo soro caseiro, sabe?
Mas a gente não quer soro, né?
A gente quer é uma boa pinga (ou um Milk Shake de morango!)
beijões!

Bell Souza disse...

Minha Elis - Fran *_*, O Juh veio de um blog que o twitter da menina é "oi cara de boi" aí deu nó no meu cérebro. mas Maria é Maria e o resto... é sobra!

Victor Delmas disse...

Belíssimo texto. Parabéns!

- disse...

"Não acredito que paixão seja a mesma coisa que amor, mas acredito fielmente que amor tem paixão."
-
Quando você se apaixona todos os dias pela mesma pessoa, o encanto aumenta e o amor aparece. Pelo menos para mim, nada se compara a conquistar todos os dias a mesma pessoa, como no filme que pode até ser bobo, mas que passa uma imagem linda, que é "Como se fosse a primeira vez". Enfim, mais um de seus encantos, né Fran? (pode?)

Isadora Peres disse...

Meninaaa! Que texto e blog lindos! Adorei. Me identifiquei muito com o texto e as ideias contidas nele! Já virei seguidora, rs. E, bom, já tô aqui comentando. Realmente, adorei mesmo.
Beijos!

@bellanogueiira disse...

Me apaixono sim, me apaixono sempre!
Isso é maravilhoso, e se você olhar direitinho não tem como não se apaixonar. As pessoas são encantadoras, as coisas são deslumbrantes...
É assim a vida de quem está constantemente se apaixonando.
Beijos flor ;*

bellanogueiira.blogspot.com